Poema: santo traficante

13 dez


Rimô

4 thoughts on “Poema: santo traficante

  1. Pois é… aqui, no Brasil, a mídia idolatra o bandido. Trata-o como vítima da sociedade e a massa alienada aceita isso obedientemente. Até o dia que são vítimas e passsam a fazer parte das estatísticas da violência urbana. Quando o bandido aparece alvejado, estirado no chão, com o corpo mutilado, o povinho fica com peninha, mas não pensa nas verdadeiras vítimas que ele matou e estuprou e que, agora que está morto, não poderá fazer mal a ninguém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.